• Luiz Tolentino

CONHEÇA o PROJETO DESTINADO ÀS MULHERES QUE CANTAM RAP NA BAHIA


A proposta é direcionada a mulheres de baixa renda, cantoras do gênero Rap, residentes na Bahia, com vistas a valorização e protagonismo destas nestes espaços, fomentando a arte de rua e suas manifestações políticas, socioeconômicas, raciais e de gênero.


Melanina Canta acontecerá em duas etapas:


Etapa 1 – FORMAÇÃO – Workshop Online – Para mulheres de toda Bahia que possuam ferramentas de acesso à internet.


Nesta etapa será oferecido 5 (cinco) workshops tendo 3 (três) horas cada, totalizando 15 (quinze) horas de formação. O objetivo é proporcionar as artistas conhecimento/informação para que estas, possam alavancar suas carreiras através das ferramentas disponibilizadas pelos profissionais que ministrarão os workshops. Temas tratados: Produção musical, Marketing digital para artistas, Assessoria de imprensa para artistas, Preparo vocal/expressão corporal e Escrita criativa no rap.


ETAPA 2 – PRODUÇÃO – Produto final digital (execução presencial)


A candidata precisará estar em Salvador em data e horário combinado, o projeto não cobre custos de translado de candidatas não residentes na cidade de Salvador.


Serão selecionadas 5 (cinco) artistas dentre as 20 (vinte) que passaram pela etapa de formação, estas terão a oportunidade de: Gravação de 1 (uma) música, com identidade visual do produto contendo: 1 (uma) Capa digital, 1 (um) banner para redes, 1 (um) ensaio fotográfico com 6 (fotos) para divulgação, 1 (um) lyric vídeo contendo tradução em libras.


A finalização desta etapa dar-se-á com uma LIVE show de lançamento das músicas gravadas que será transmitida através do canal do YouTube, onde a artista receberá uma ajuda de custo de 100,00 (cem reais).


As inscrições ficarão abertas de 27 a 31 de janeiro e deverão ser realizadas unicamente através do formulário https://forms.gle/Vui4GirYSkJJssfa6, o regulamento poderá ser consultado através do https://drive.google.com/file/d/1_t8iGjwOuMQQCsVB5-VajZ5zu6aEQbD0/view?usp=sharing.


O projeto tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, Governo Federal”.